quinta-feira, agosto 24, 2006

Pais de Marina falam sobre o evento



Deputado, qual a expectativa? Depois de cinco anos a Marina volta a gravar e transformada?


Deputado Arolde de Oliveira: “Eu fico muito feliz acima de tudo, porque a Marina sempre teve um ministério muito poderoso desde o início da carreira como cantora evangélica. Ela foi, inclusive, um instrumento de transformação da música evangélica. Ela foi a responsável de trazer a música de dentro das igrejas para fora da igreja. Ela viveu uma fase muito interessante no começo com essa transformação. E realmente tinha cinco anos que ela não gravava, tinha a impressão de que ela estava apenas se dedicando ao cargo de diretora artística da MK e de apresentadora de televisão. Aí, de repente, segundo o testemunho dela, ela teve esse desejo, inspirada por Deus, de resgatar o ministério, só que de uma outra forma. Volta como um ministério de adoração. Eu estou verdadeiramente orando para que Deus unja a Marina e abençoe esse projeto. Espero que esse trabalho seja um recomeço – como foi o começo – da carreira da Marina.”

- O senhor se assustou com a decisão repentina de gravar da Marina?

Deputado Arolde de Oliveira: “Quando ela me disse que ia gravar novamente, isso não me assustou, mas o que realmente me surpreendeu foi a transformação que ela sofreu. A forma com que ela canta e ministra é outra. Eu estou impressionado até agora. Mas, Deus tem os seus caminhos e escolhe os seus instrumentos e sabe o que é melhor para ela. Acho que vai ser uma fase muito interessante.

Eu não tenho dúvida de que esse trabalho vai para muitas pessoas e que elas vão poder conferir a mudança da Marina através desse trabalho.”

- O que a senhora diria para as pessoas que estão em casa esperando o DVD?

Yvelise de Oliveira: “Que as pessoas esperem pelo mover de Deus. Esse DVD foi todo feito debaixo da vontade do Senhor. Todas as canções foram dadas pelo Espírito Santo. Esse é o momento do mover de Deus na vida da Marina e um novo tempo, também, para a MK. Estamos aguardando, com ansiedade, que Deus realmente nos mostre esse novo caminho que nós temos que seguir.”

Versão de Diego Rodrigues
Fonte: Grupo MK de Comunicação