sábado, julho 15, 2006

Marina|Cantas - Parte 1

Independente de credo religioso, situação financeira ou qualquer fator, é praticamente impossível não reconhecer um evento que tanto se expandiu, e sempre que se anuncia a data de seu acontecimento, se criam ótimas expectativas quanto ao show: Estamos falando do evento Canta Rio, que mais uma vez, quem assina a direção artística é Marina de Oliveira, ela faz toda a concepção geral do evento, e sempre consegue surpreender a cada um que é realizado.
E além de todo o trabalho, esforço mental e físico dos bastidores, ainda faz suas apresentações musicais neste, isso sem falar nos "Cantas Regionais", que são eventos menores (Ex: Canta São Gonçalo, Canta Nilópolis, Canta Nova Iguaçu, etc...), porém não menos especiais por isso.

Estamos aqui trazendo uma retrospectiva de alguns momentos de Marina de Oliveira nas edições do Canta Rio.

CANTA RIO 93
Primeiro grande "Canta Rio", realizado na Quinta da Boa Vista o evento reuniu um público de 112 mil pessoas, quando 30 artistas se apresentaram em seqüência, que foi idealizado pra comemorar o primeiro aniversário da Rádio El Shadai 93,3FM (RJ).

Não possuimos nenhum acervo fotográfico deste evento.


CANTA RIO 94


Foi o maior evento musical gospel até então realizado no Brasil. Foi uma verdadeira maratona musical, com 8 horas de duração, onde 40 grupos e cantores se apresentaram num palco de 160 metros quadrados, montado para o Projeto Aquarius. O show com 60.000 watts de potência de som e trinta toneladas de equipamentos de luz, exigiu a liberação de 130 KVAs, o que daria para iluminar uma cidade de 20.000 habitantes. 480 pessoas entre cantores, grupo e solistas, além de toda equipe de produção e coordenação, estiveram circulando nos bastidores do evento. Estiveram presentes neste evento, um público de aproximadamente 210 mil pessoas, que alegremente assistiram ao Grand Finale da festa com um sensacional show pirotécnico de seis minutos de duração, ao som majestoso de ‘‘Aleluia’’ de Handell. O ‘‘Canta Rio 94’’ foi sem dúvida um espetáculo incomum, e toda a mídia secular, pela primeira vez na história dos evangélicos no Rio de Janeiro, voltou seus olhos e lentes reconhecendo o profissionalismo e organização do evento e estiveram acompanhando-o a cada instante, também incentivando. O evento aconteceu em 4 de Junho, também na Quinta da Boa Vista. Após a saudação de Arolde de Oliveira, presidente da 93FM. Os locutores da rádio comandados por Marina de Oliveira, cantaram um parabéns um tanto quanto "inovador", assim como é a marca que a própria Marina traz consigo. Para abrir o evento, Marina cantou "Deus do Impossível" acompanhada da extinta Banda Rhema. Na parte da noite, entre várias outras canções, Marina voltou ao palco e interpretou seu grande e eterno sucesso, o "Faça Um Teste" bem a exemplo do seu LP Ao Vivo, lançamento do ano na época, trouxe na mesma canção, ritmos variados, com alguns adicionais da versão do disco... E a galera vibrou e louvou junto e ela!


CANTA RIO 95

É desnecessário falar de todos os detalhes desta grande festa, porém uma coisa aconteceu: foi muito maior e muito melhor. O público do ‘‘Canta Rio 95’’ foi de mais de 250 mil pessoas. Este espaço se tornava menor a cada ano. Neste mesmo ano, o evento conseguiu toda atenção que a imprensa poderia dar não somente na TV, mas também a festa foi manchete nas revistas e nos jornais do Rio, durante toda a semana do evento. O evento foi realizado em 16 de Setembro e transmitido simultaneamente pela Rádio 93FM. A exemplo do anterior, este Canta Rio trouxe além do cast Mk da época, outras várias atrações musicais como Shirley Carvalhaes, Comunidade da Graça (Pr. Adhemar de Campos), Altos Louvores, entre muitos outros


CANTA RIO 98

No dia 8 de Agosto, o Templo do Samba se tornou templo de Louvor, A Praça da Apoteose, no Rio de Janeiro, mundialmente conhecida pelo desfile de Escolas de Samba, foi tomada por 80 mil pessoas que ser reuniram para cantar louvores ao som do melhor da música gospel. 'Canta Rio 98' foi o maior evento musical gospel até então realizado no Rio de Janeiro. As duas da tarde deu-se início a uma verdadeira maratona musical, com 9 horas de duração, em um palco de mais de 600 metros quadrados de área construída, onde a grande maioria dos 32 artistas se apresentou com bandas ou com som digital em MD. O show com 100.000 watts de potência de som e trinta toneladas de equipamentos de luz, exigiu a liberação de 130 KVAs, o que daria para iluminar uma cidade de 20.000 habitantes. 720 pessoas entre cantores, grupos e solistas, além de toda equipe de produção e coordenação, estiveram circulando nos bastidores do evento. Estiveram presentes no 'Canta Rio 98' um público de, aproximadamente, 80 mil pessoas, que alegremente esperaram pelo momento mais esperado da festa, a despeito da chuva que insistia em cair na cidade do Rio: um sensacional show pirotécnico de seis minutos de duração, ao som majestoso de 'Aleluia' de Handell. Outro momento de grande emoção aconteceu quando um helicóptero lançou uma chuva de pétalas sobre o público que assistia extasiado. Entre os artistas que abrilhantaram a festa, podemos destacar: Banda e Voz, Cassiane, Projeto Vida Nova de Irajá, Comunidade da Zona Sul, Kim, Voices, Catedral, além de Marina de Oliveira, que em sua apresentação "diurna", cantou "Holy" e "Coroai", e à noite ao som desses oito cantores a festa alcançou seu ápice, no "Conexão Gospel Especial", um show que incluiu música, os melhores efeitos de iluminação e imagens simultâneas do palco no telão, onde a Marina abriu essa parte do show, cantando "O Nome de Jesus", acompanhada de um grupo de coreografia.